Pelas palavras...

Minha foto
Não importa a visão da cidade/ E sua face atormentada dando voltas no quarteirão/ Nossos olhos erguidos além do concreto/ Vêem as copas das árvores e não espantam pássaros/ Também aprendemos a pousar na linha esticada/ Para ver o sol nascer.
Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

A nossa paz!


Quer saber...

É o amor

Os anjos silenciam seus ruflos

Planam suaves rente ao chão

Movendo as folhas

Eu aqui sem asas abro o meu coração

E de dentro dele você me olha

Aninhada

Minha vida

Mimi!!